Livraria & Editora
Werlang Ltda.

Proposta
Pedagógica
Livros
Didáticos
Livros
Infantis
Oficinas Jogos Tabelas Outras Obras LEW
Idiomas
Contato

LEW - Livraria & Editora Werlang Ltda.

 

Críticas e Reflexões
da/na Sociedade:
Visão Cronística do Ser

Autor: Vantoir Roberto Brancher

Contato com o autor:
(55) 99683751

Número de páginas: 84

Formato: 11 x 16

 

 


Informações do Autor

       Vantoir Roberto Brancher é Pedagogo/Especialista em Altas Habilidades Superdotação/Mestre em Educaçação e Doutorando em Educação pela UFSM. Atualmente é pesquisador da UFSM e professor da Faculdade Integrada de Santa Maria- FISMA. Sua última obra foi “Formação, Saberes e representações: a História de Vida de Helena Ferrari Teixeira” pela editora da UFSM.

Link http://www.ufsm.br/editora/catalogo/f.htm

Apresentação


       Convidar um leitor a passear pela escrita de um autor não é uma tarefa difícil quando conhecemos quem escreve. Quando somos convidados a apresentar uma pessoa que de orientando acadêmico se tornou também um amigo, o convite é irrecusável.
       Observar as pequenas coisas do cotidiano e registrá-las de uma forma que possa produzir nos outros a experiência da reflexão, do parar um pouco na correria dos dias atuais, para prestar atenção às minúcias, aos pequenos atos é um desafio que se colocam algumas pessoas que experimentam o gosto da leitura e da escrita. Mas o que esse ato nos coloca é a necessidade de um olhar meticuloso, um olhar sensível aos acontecimentos que passam desapercebidos pela grande maioria das pessoas.
       A escuta, também, ato instituinte para poder perceber que não estamos sós no mundo e que nossa condição também nos coloca como ouvintes de Outros e das diferenças que nos ensinam, que nos fazem aprendizes de outros saberes – dos saberes dos Outros.
       Um convite a uma leitura de experimentador. Não se trata de ler com o único propósito de entender. Entrar no jogo e fazer da materialidade das palavras, com suas sonoridades, seus movimentos, seus encaixes e desencaixes, suas arestas, a própria condição para uma luta.
       De um bolo de chocolate, como um gesto de carinho para quem amamos, um ato da vida cotidiana à decisão de votar e em quem votar como representante nas eleições, ato que fala da nossa condição de sujeitos políticos, Vantoir nos convida a uma viagem por suas críticas e reflexões.
       A construção da nossa sociabilidade nos coloca cada dia mais frente à necessidade da experiência do cuidado com as pequenas e grandes coisas, com os pequenos e grandes atos. É disso e para isso que estamos neste mundo, sem deixar que nos passe desapercebido o agradecimento, o convite, o juízo que qualifica, o carinho que nos faz diferente no mundo e produz um lócus social digno de ser chamado de humano.
       Ambientes institucionalizados, ambientes públicos e privados, todos instituídos por nós, pela nossa cultura, pela nossa forma humana, e, muitas vezes, desumana de viver. Abrir mão das lutas antigas, nunca! Abrir mão de olhar por uma tela a vida privada dos outros como uma incitação à invasão de privacidade: sempre ! São decisões, são atos instituintes de uma cultura e de uma vida social experienciada de forma singular, mesmo que nessas atitudes, nos distanciemos de pessoas que cultivam um diálogo baseado na interferência da vida alheia. Precisamos mudar nossos hábitos de consumo, de convivência, de vida social, esses são desafios de uma vida humana e sustentável no planeta. Um aqui e agora mais cuidado e mais cuidadoso.
       “A sociedade é violenta, a sociedade é consumista, produz lixo, a sociedade não pensa no coletivo. Às vezes, tenho dificuldade de percepção: quem é mesmo que constrói e / ou pensa nossa sociedade?”. Essa é uma das reflexões que encontramos nas crônicas da vida cotidiana, escritas por Vanto.
       Assim, fica o convite... pelo passeio, pela viagem, pela provocação, pela indignação !


Prof. Drª Valeska Fortes de Oliveira
Universidade Federal de Santa Maria, RS.

Santa Maria, Rio Grande do Sul.
Início do ano de 2008

6- SUMÁRIO:


Dedicatória......................................................................3
Prefácio ........................................................................9
Vivemos de modismos ou estes são construídos por nós?...........................12
Por que votar? Para que votar? Em quem votar? ..................................16
Somos hipócritas ou fingidores? ................................................20
Quero "somente" que sejas feliz! ...............................................23
A arte de fingir ...............................................................27
O jeito?........................................................................32
Os perseguidos e a História ....................................................35
Viagens de estudo: amigos, sorrisos, lugares e surpresas........................40
É preciso parar! ...............................................................44
"O sermão das aves" ............................................................48
O poder dos pensamentos e das palavras .........................................51
Querido Papai Noel..............................................................55
Já é hora de sorrir: "você é muito feliz" ......................................59
Comércio de Santa Maria: até quando? ...........................................62
Saudade ........................................................................67
Um bolo de chocolate para o meu amor ...........................................71
A coisa institucionalizada .....................................................75
Ronronando! ....................................................................79
Referências ....................................................................83

 


 

Livraria & Editora Werlang Ltda.
Rua Frederico Hoffmann, 140
CEP 99490-000 Tapera RS
Fone 54-3385-1352 54-9981-3951
e-mail: vicente@virttua.com.br